Being Chelsea

Hoje, depois de um longo e tenebroso inverno, voltei a assistir coisas na Netflix. Voltei a fazê-lo usando fones de ouvido, porque fica mais fácil de se concentrar nas coisas. A ideia inicial era continuar a segunda temporada de Hot in Cleveland, que comecei a assistir por causa da Jane Leeves e acabei me apegando ao plot, e me identificando com a Melanie… Isso é um assunto para outro post.

Mas acabei sendo capturada pelo anúncio de uma série novinha em folha, a Chelsea Does. Chelsea does what? Lembrava vagamente da Chelsea Handler porque assisti a um episódio do programa dela, o Chelsea Lately, e agora ela tem uma série documental, na qual aborda assuntos diversificados e vai os investigando. O primeiro episódio foi sobre casamento.

A forma como ela abordou várias vezes as pessoas me incomodou num grau que eu quase digo que não gosto dela. Mas o tema me pegou pelo pé, porque muitas vezes, com minhas amigas, tenho conversas sobre relacionamentos e, como Chelsea, sou a única solteira. Lá está ela, aos 40 anos, sem um significant other, oscilando entre a vontade de permanecer do jeito que está (olha que às vezes é uma boa ideia, hein?) e a vontade de ter um companheiro, um… marido. Enquanto isso, entrevista casais longevos que contam um pouco de suas histórias de vida.

Nesse primeiro episódio, tem uma parte que ela apela para os casamenteiros, um casal latino que atua nessa área de promover encontros. A sucessão de encontros estranhos e ruins chega a dar vontade de rir! Mas quem nunca? Eu mesma já tive minha cota de encontros estranhos no último ano – o jantar estava bom, mas algo estava errado. Enfim… A série pode incomodar ou não, dependendo da vivência que a gente tenha sobre o assunto. Mas certamente leva à reflexão.

E sim, teve uma parte que me vez enfim gostar da Chelsea Handler: quando ela confronta o então CEO da Ashley Maddison e ele fica nervosinho e meio que se enrola na frente da própria esposa. Imagina, o cara cria um site que promove a infidelidade, será que ele se sentiria okay caso a mulher dele resolvesse traí-lo? Ó as ideias…

Escrevi pra não esquecer. Agora deixa eu voltar pro Netflix.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s