Vem que tem: “Como eu era antes de você”

Apesar de todo o hype em cima do filme, que é baseado no livro homônimo da Jojo Moyes, este não constava na minha lista. Primeiro porque não li o livro. Segundo porque não sou a maior fã de romance rasgado/água com açúcar. Mas fui, acompanhando minha prima Carol e… Obrigada, Carol! O filme me surpreendeu.

mebefore.jpg

O roteiro foi adaptado pela própria autora do livro (com colaboradores, mas mesmo assim era o primeiro nome no time), o que eu acho massa, já que a pessoa faz as alterações  que achar que cabem na tela e brigar consigo mesmo eu imagino que seja um pouco menos complicado do que brigar com a visão de outra pessoa sobre sua história. Ou não, vai saber… E evitando os spoilers, eis aqui o que mais me chamou a atenção na película.

1) O senso de humor que permeia toda a narrativa. Por várias vezes, os diálogos entre Louisa Clark (Emilia Clarke) e Will Traynor (Sam Claflin) arrancaram risadas de todo mundo que estava na sala do Costa Dourada. Foi a segunda vez que não me incomodei com plateia barulhenta no cinema (a primeira foi vendo Xuxa Popstar, ou seja, FAZ TEMPO). E eu gostei do roteiro, sim, gostei! Não tenho como comparar com o livro porque não o li, mas pretendo fazê-lo e também ler o Depois de você.

2) O senso estético de La Clark: o desfile de roupas hm… originais da protagonista do filme, e a evolução do figurino, também chamou a atenção, mas não mais do que…

3) O fato de ela falar com as sobrancelhas. Isso me lembrou de quando eu estava mais envolvida com o mundo da produção audiovisual (saudades! eu volto um dia <3) e tinha um ator que dizia às vezes que eu era “expressiva”. Não sei se era ironia ou se ele realmente falava a sério, mas lembrei desse caso.

4) Nos primeiros minutos em que o namorado da Lou aparece, eu achei que não fosse namorado… Não dava o menor índice disso, pelo menos não para mim.

5) A fotografia, gente, é só amor. Estou me preparando para uma temporada fora e por enquanto, a Inglaterra não faz parte do meu roteiro por motivos financeiros e também de tempo, mas vendo imagens como aquelas a gente revê os planos, revê o orçamento… Isso será assunto para outro post).

6) A trilha sonora. Teve uma hora que eu achei que tava vendo I love Paraisópolis, por causa da música do Ed Sheeran, mas isso não chegou a incomodar de fato, porque não peguei ranço desse tema. Em geral, é uma trilha boa!

7) A caracterização do elenco. Além da evolução estética da protagonista feminina, também tem a evolução do mocinho, de um galã para um Galã Feio para um galã de novo. E personagens com potencial odiável são esteticamente mais desfavorecidas, isso vale ser observado.

8) Teve uma cena, lá pelo começo da segunda metade da história, que arrancou aplausos do povo na sala. Sim, o pessoal aplaudiu! Nunca tinha visto isso em cinema comercial blockbuster, mas uma fala do Traynor conseguiu essa façanha.

Em suma, recomendo Como eu era antes de você até para quem não é muito fã de romance açucarado, mas está aí para um bom entretenimento. Nesse filme acertaram a mão. A gente ri, chora e sai levinha do cinema!

(e por um instante cheguei a esquecer que ainda era segunda à noite.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s