Assistindo: Lady Dynamite

Quase todo o meu (pouco) tempo livre para TV tem sido devotado a Mad Men, minha mais nova série favorita no mundo inteiro (em que planeta eu estava que não a assisti antes??), e estamos num nível que até minhas piadas nas conversas de família começaram a envolver Don Draper e Cia. Mas entre um episódio e outro, abri espaço para outra série. Foi aí que entrou Lady Dynamite na minha lista de séries da Netflix.

Tomei conhecimento da série antes da estreia, graças a essa entrevista da June Diane Raphael (a Brianna de Grace and Frankie), na qual ela falava de sua personagem na comédia (uma das facetas de Karen Grisham, figura recorrente na vida da protagonista Maria). Até então eu sabia que o programa era baseado em situações da vida da comediante de stand up Maria Bamford, principalmente situações relacionadas à depressão, transtorno bipolar (com o qual a atriz foi diagnosticada), os tratamentos psiquiátricos pelos quais passou e a tentativa de se adequar ao mundo ao seu redor e fazer sucesso.

dynamite.jpg

Quando a Netflix brasileira colocou a série no ar, fui conferir. A temporada tem apenas 12 episódios, de cerca de meia hora cada um. Mas o começo para mim foi difícil… A série tem muitos momentos bizarros e para quem não conhece bem a proposta do show ou a atriz principal, fica meio difícil embarcar na proposta. É bem “ame ou deixe”, sabe? E nos primeiros vinte minutos do piloto, eu estava mais para “deixe” do que para “ame”. O episódio 1 dá uma melhorada nos minutos finais, e aí eu lembrei que levei 10 episódios para abandonar Jessica Jones, então porque largar Lady Dynamite logo de primeira?

Do segundo episódio em diante, já sabendo o que me esperava, tive uma melhor experiência com a série. Dos 12 episódios disponíveis, assisti a seis e até agora o quarto (Jack and Diane) e o quinto (I love you) ganham disparados como meus favoritos.

Se você gosta de séries de humor que não são óbvias e de comediantes que sabem rir de si mesmos e que conseguem tratar de coisas delicadas de forma inteligente (e se não se importa com os palavrões e outros termos não muito delicados), vale a pena dar uma chance a Lady Dynamite.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s