Aerosmith no Recife: 20 days left!!

O tempo não tá voando, tá se amostrando! Nem parece que faz seis meses que eu estava numa gráfica rápida com uma colega de trabalho e vi a notícia no instagram; e que há quase cinco meses, na semana do meu aniversário, saí correndo pela Renner com o ingresso na mão que nem uma criança que acabou de ganhar brinquedo novo – e meu pai me mandando andar mais devagar, que não precisava daquela pressa toda. Nesses cinco meses, aconteceu muita coisa na novela da minha vida: de figurar num vídeo institucional (que eu nem assisti ainda, só pra constar) a arrumar e desarrumar pretendentes, e fazer uns exames chatos. Hoje a ficha caiu: faltam só vinte dias para o dia pelo qual esperei por 15 anos.

blog_aerosmith1.jpg

Nunca fui do tipo que grita, chora e se descabela quando vê um artista que gosta, mas hoje, pensando no vindouro 21 de Outubro, chorei e ri ao mesmo tempo. Pensei nos vários momentos em que as músicas deles estiveram presentes na minha vida; em quando resolvi que ia aprender a tocar guitarra porque eu queria ser como o Brad Whitford (sim, era ele e não o Perry o meu role model). Hoje sei tocar (mal) umas quatro ou cinco músicas no violão, ou seja, falhei miseravelmente nessa missão, mas pelo menos tentei! Pensei nas voltas que eu dava pelo centro da cidade para comprar revistas na saída do curso de webdesign (e no ladeirão que subi…), no quanto suas músicas me ajudaram a aprimorar o inglês e a sobreviver à adolescência.

Tive uns sonhos bizarros também, do tipo que chego às imediações do aeroporto e percebo que esqueci o ingresso em casa. Como provavelmente irei sozinha (meus amigos mais chegados não poderão ir), já tracei alguns planos para ir e voltar em segurança.

Não é simplesmente emocionante quando um item da sua lista de realizações se torna concreto? E no momento que menos se espera? É lindo! Como a turnê pela América Latina já começou, já começaram a sair fotos dos integrantes turistando, snaps dos shows (feitas pelo maravilhoso fotógrafo Zach Whitford, filho do meu primeiro muso das guitarras que vocês já sabem quem é) e setlists. Aí já dá pra ter uma ideia do que pode rolar no show daqui (ou não…).

Pensando nisso, fiz uma pequena seleção de músicas que eu gostaria que rolassem no show, mas até onde eu sei, pararam de ser tocadas ao vivo há muito tempo, ou nunca foram tocadas em show, ou seja, chances nulas de tocar (mas ah, como eu ia amar se tocasse!)


Krawhitham – intitulada com as iniciais dos três integrantes que a compuseram (Joey Kramer, Brad Whitford e Tom Hamilton), é uma das poucas músicas instrumentais que eles têm no repertório. Jamais foi tocada ao vivo, até onde eu sei. E só está registrada nessa coletânea de 1991, a Pandora’s Box. Falando nela…

Pandora’s Box – essa é a última faixa do Get your wings, segundo álbum deles, de 1974. Certamente essa música só foi tocada mesmo em shows dessa época…

Up on the mountain – essa música é do último álbum de inéditas e, em todos estes anos nesta indústria vital, foi a primeira vez que Tom Hamilton, nosso Mr. Sweet Emotion, assumiu os vocais principais de uma música! (já tinha feito backing antes). Tive um surtinho quando ouvi, coloquei nas favoritas do Spotify, queria tanto ela no show! É, para mim, a segunda melhor música do Music from another dimension, porque a primeira é…

Street Jesus – sei nem o que dizer sobre essa música, além de que na minha humilde opinião, é uma das melhores músicas da carreira da banda (a maioria das minhas favoritas estão nos anos 70, até o Draw the line) Joey Kramer brilha muito na bateria e Brad Whitford deveria compor mais.

Permanent Vacation – o vídeo acima foi extraído de um DVD de um show na Philadelphia, em 1988 (ano de lançamento do álbum Permanent Vacation), e eu tenho esse DVD, presente de aniversário da prima Carol. É o hino oficial das minhas férias, que não são permanentes, mas isso é só um detalhe.

Sunshine – no tempo que eu era tecnologicamente muito pobre e gravava as mp3 em disquete (os novinhos jamais saberão o que é um FLOPPY DISK! Já falei muito disso com meus alunos, hahah), encontrei em algum lugar da Internet (discada) uma versã0 acústica dessa música. Amigos, eu já amava a música, o clipe (Samuel Bayer, te dedico), a versão acústica e ao vivo foi a coisa mais linda que vi naquele longínquo 2002. Aí o disquete foi formatado, perdi a música e nunca mais a encontrei. Fica aqui o apelo: se você tem uma versão acústica ao vivo de Sunshine, pleeeeease, compartilha com a coleguinha! ^_^

Anúncios

3 comentários sobre “Aerosmith no Recife: 20 days left!!

  1. Não é sensacional poder realizar um sonho? =) Aproveite!

    Eu já quis muito ir num show deles, mesmo. Nem acreditei quando a oportunidade apareceu! Mas ai, na noite da véspera do show eles CANCELARAM SEM MAIS NEM MENOS o show. Fiquei tão puta que jurei que nunca mais iria num show deles, haha! Mas sério, foi traumático…

    Curtir

  2. Caramba, que sonho! Para mim, parece coisa de outro mundo ir a um show de seres tão iluminados. Imagino, então, como será para você, que é tão fã, e está a uma distância tão in significante de estar tão perto de seus ídolos.Te desejo sorte, que tudo dê maravilhosamente bem 🙂 E que aproveite o show por nós duas! hahah
    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s