Meu primeiro bolo funcional

Quando comecei a reeducação alimentar, passei 30 dias sem ingerir glúten, nem lactose, nem açúcar. Foi difícil? Dificílimo! Para me ajudar na empreitada, adotei mudanças de hábitos como levar a marmita para o trabalho todo santo dia (salvo algumas exceções raríssimas), o que me faz não precisar sair do prédio para almoçar ou lanchar. Isso foi fundamental no começo, porque aí eu não via a oferta de bolos, brigadeiros, coxinhas, empadas, sorvetes, milk shakes e afins, que poderiam me tentar e trazer muito mais sofrimento. É aquele negócio mesmo de o que os olhos não veem, o coração não sente, hahaha.

Não sou celíaca nem intolerante à lactose, mas diminuí bastante o consumo desses itens, mesmo depois do período de restrição. O mesmo para o açúcar – quanto menos, melhor! E para me ajudar na empreitada, aproveitei as dicas da minha nutricionista, a Kayser Figueiredo, para pesquisar mais sobre alimentação funcional e começar a preparar alguns lanches.

Depois de um tempão só na pesquisa, finalmente comprei os ingredientes e fiz minha primeira receita: um bolo de cacau com tâmaras, sem glúten, sem lactose e sem açúcar!

Usei a receita do bolo de cacau desse site e dei uma subvertida massa: primeiro que eu substituí o açúcar completamente pelo creme de tâmaras. Segundo que bati o bolo como antigamente: à mão! Suei bonito, viu? Antes desse, tive uma experiência com um bolo de liquidificador que acabou solando graças a minha ansiedade que me fez abrir a porta do forno antes do tempo… ¬¬’

O resultado foi parar no meu instagram (não estou conseguindo postar aqui hoje): uma modesta fatia do bolo, sem recheio nem cobertura, que não ficou tão doce como de costume (o que gerou estranhamento nos paladares daqui de casa), mas que posso considerar um sucesso (não solou, é suuuucesso!). E adorei fazer o leite de amêndoas, achei inclusive melhor que o de coco (que eu fiz só uma vez, quando preparei um shake de mamão e abacate lááá no começo da dieta nova). O próximo vai ser com cobertura, mas vou demorar um pouquinho para fazer de novo.

Minhas próximas receitas devem ser de pães sem glúten, para dar uma variada no café da manhã, já que faz um tempo que não como pão e comprar a versão sem glúten é meio tenso para o orçamento, além de eu morar meio longe das lojas especializadas. Já que é assim, botaremos a mão na massa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s