Crushes musicais da semana #4

Mais uma vez, minhas músicas mais ouvidas da semana estão em um álbum inteiro. Voltei a ouvir no começo dessa semana o Frogtown, álbum mais recente do Anthony Wilson (de Campo Belo). Ouvi o disco pela primeira vez logo que foi lançado nas plataformas online e de cara elegi três músicas como as minhas favoritas: a faixa título (que foi parar na playlist de uma das estórias que comecei a escrever), Silver and Flint (que foi para a minha playlist de corrida) e Downtown Abbey. Eu praticamente só ouvia essas três músicas, mas essa semana isso mudou!

Sabe aquele disco que você não pula nenhuma faixa? Nenhuminha? Pronto, estou assim com Frogtown. As músicas que mencionei continuam entre as minhas favoritas, e mais duas se juntaram ao top 5: MopedsArcadia. Se eu ainda estivesse treinando regularmente na rua, essa estaria na minha playlist também.

Uma coisa que me chamou a atenção logo que ouvi Frogtown pela primeira vez é que tem vocalista em parte das músicas: She won’t look back, Your footprints, Our affair, Arcadia, Shabby bird, I saw it through the skylight. E eu fiquei pensando “gente, quem é o cantor?” Só fiquei pensando mesmo, esqueci de ir pesquisar até que justamente essa semana resolvi dar um google no álbum, para saber mais sobre ele (achei uma entrevista massa dele para a Fretboard Magazine, clique aqui para ler).

Pois não é que é o próprio Anthony Wilson? E adorei a voz dele! Foi mais ou menos a mesma surpresa (boa) que tive quando ouvi Chico Pinheiro cantar pela primeira vez uma música inteira.

Tem música com um pé no rock (Silver and flint, por exemplo), outra diretamente da Itália (Occhi di Bambola, traduzido fica “olhos de boneca”). É bem diferente do que conheço do Anthony Wilson até então – ainda não é muito, mas o suficiente para inclui-lo na minha pequena lista de shows a assistir no futuro (tá valendo vê-lo tanto solo quanto com a Diana Krall).

Estou real-oficial apaixonadinha por esse álbum, tanto que só hoje – incluindo o tempo que estou escrevendo esse post – já o ouvi duas vezes, e ainda não são nem 11 da manhã. Recomendo fortemente a todo mundo que curte jazz, e mais ainda para quem gosta de músicas nesse estilo e está querendo exercitar seus listening skills em Inglês com música. É muito de boas para entender, mesmo sem ser muito habilidoso com a língua – palavra da teacher que quando era estudante, sofria horrores na prova de compreensão auditiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s